Leptospirose saiba tudo sobre esta doença

Leptospirose saiba tudo sobre esta doença

Leptospirose saiba tudo sobre esta doença – A leptospirose é uma doença infecciosa causada pela bactéria em forma de saca-rolhas chamada Leptospirose. Sinais e sintomas podem variar de nenhum a leves, como dores de cabeça, dores musculares e a febres; a hemorragia severa dos pulmões ou meningite.

Leptospirose saiba tudo sobre esta doença

Se a infecção faz com que a pessoa fique amarela, tenha insuficiência renal e hemorragias, em seguida, ela é conhecida como doença de Weil. Se ela também provoca o sangramento nos pulmões, em seguida, é conhecida como síndrome da hemorragia pulmonar grave.

Até 13 tipos genéticos diferentes de Leptospira podem causar a doença em seres humanos,que podem ser transmitidos tanto por animais selvagens quanto domésticos.O animal mais comum a transmitir a doença são roedores.

Pode ser transmitida pela urina de animais ou a água ou o solo contendo urina de animais que entram em contacto com rupturas na pele, olhos, boca ou nariz. Nos países em desenvolvimento, a doença ocorre mais comumente em agricultores e pessoas pobres que vivem nas cidades.

No mundo desenvolvido, ocorre mais comumente em pessoas envolvidas em atividades ao ar livre quentes e úmidas. O diagnóstico normalmente é olhando para anticorpos contra a bactéria ou encontrando o DNA bacterial no sangue. Os esforços para prevenir a doença incluem equipamento de proteção para evitar o contato.

Quando se trabalha com animais potencialmente infectados, lavagem após este contato, e a redução de roedores em áreas que as pessoas vivem e trabalham. O antibiótico doxiciclina, quando usado em um esforço para prevenir a infecção entre os viajantes, não tem um benefício claro.

Existem vacinas para os animais para determinado tipo de Leptospira o que pode diminuir o risco de propagação para os seres humanos. Se infectado, o tratamento é com antibióticos, tais como: tetraciclina, penicilina, ou ceftriaxona.

A doença de Weil e a síndrome da hemorragia pulmonar grave podem resultar em taxas de mortalidade superior a 10% e 50%, respectivamente, mesmo com o tratamento.


Sinais e sintomas

Como ocorre em várias outras doenças infecciosas, o quadro clínico da leptospirose varia muito de indivíduo para indivíduo. O paciente pode apresentar desde quase nenhum sintoma, o que é o mais comum, ou podem apresentar sintomas que confundem-se com de outras doenças e até um quadro grave com risco de morte.

O período de incubação pode variar de 2 a 45 dias. A média é 10 dias de intervalo entre a contaminação e o início dos sintomas da leptospirose que incluem:

– Dor de cabeça
– Febre alta (38-40 ° C)
– Dor muscular
– Dor abdominal
– Náuseas e vômitos
– Falta de apetite
– Diarreia
– Tosse
– Calafrios
– Olhos vermelhos e inchados
– Icterícia


Sintomas incomuns incluem:

– Faringite
– Conjuntivite
– Dor em ossos e articulações
– Erupções cutâneas
– Rash cutâneo sem prurido
– Gânglios, baço e/ou fígado inchados.

A maioria dos pacientes melhora em uma semana, mas algumas vezes a evolução da doença é bifásica, com alguma melhora por 10 a 15 dias seguido de nova piora dos sintomas, podendo evoluir para a fase mais grave e que possui mais complicações, conhecida como doença de Weil.


Complicações

A evolução para a forma mais grave da doença ocorre em cerca de 5% a 10% de todos os casos e é chamada Doença de Weil , e é caracterizada por:

– Insuficiência renal aguda,
– Hemorragias,
– Icterícia (pele e olhos amarelos),
– Insuficiência hepática e insuficiência respiratória.
– Delírios.

Os pacientes que apresentam a forma mais grave da doença possuem sinais de icterícia (pele amarelada) após o terceiro dia de doença. Um sinal muito característico da forma grave é a icterícia rubínica (icterícia mais vaso dilatação, uma mistura de pele amarelada e vermelha, muitas vezes de aspecto alaranjado).

Do aparecimento dos sintomas à internação leva cerca de 5 a 6 dias, pois os casos mais leves apresentam nos primeiros dias de contágio sintomas semelhantes a outras doenças infecciosas como a dengue, a gripe e os resfriados.

Leptospirose saiba tudo sobre esta doença
Rolar para o topo